World Input-Output Database (WIOD)

O World Input-Output Database (WIOD) fornece séries temporais de tabelas de entrada e saída mundiais. Os dados são incluídos para mais de 40 países separados, cobrindo +/- 85% do PIB mundial. Uma região do 'resto do mundo' está incluída para os demais países. Além disso, são incluídas séries temporais de tabelas de uso e suprimentos nacionais e internacionais.

Abaixo está o trecho de Timmer et al. (2015).

"Os WIOTs são criados a partir de estatísticas publicadas e publicamente disponíveis de institutos nacionais de estatística em todo o mundo, além de várias fontes estatísticas internacionais, como a OCDE e as Contas Nacionais da ONU". (p. 578)

"[Os conjuntos de dados] fornecem detalhes para 35 indústrias, principalmente no nível de dois dígitos da ISIC rev. 3 ou grupos dos mesmos, cobrindo a economia geral. Isso inclui agricultura, mineração, construção, serviços públicos, 14 indústrias de manufatura, telecomunicações, finanças, serviços comerciais , serviços pessoais, oito indústrias de serviços de comércio e transporte e três indústrias de serviços públicos ". (p. 578)

"Além de uma tabela nacional de insumo-produto, as importações são discriminadas de acordo com o país e a indústria de origem em um WIOT. Isso permite, por exemplo, rastrear o país de origem dos produtos químicos usados ​​na indústria de alimentos do país. UMA." (p. 577)

"Os valores em WIOTs são expressos em milhões de dólares americanos e as taxas de câmbio de mercado foram usadas para conversão de moeda. Todos os valores de transação estão em preços básicos, refletindo todos os custos suportados pelo produtor, que é o conceito de preço apropriado para a maioria das aplicações. Fluxos de comércio internacional são, portanto, expressos em preços "livres a bordo" (FOB) através da estimativa das margens do comércio internacional e do transporte ". (p.578)

De acordo com Timmer et al. (2015), as vantagens do WIOD incluem: - Fornecendo dados de séries temporais - Garantir um alto nível de qualidade dos dados, baseando-se em dados oficiais e publicamente disponíveis de institutos de estatística - Com base nas tabelas nacionais de fornecimento e uso (das quais as tabelas nacionais de produção e produção são derivadas pelo instituto de estatística de cada país) - Fornecer dados e estatísticas subjacentes (fornecidos como contas socioeconômicas) - Disponível publicamente gratuitamente

As limitações de dados incluem (consulte a seção 4 de Timmer et al. (2015)): - O país de origem dos insumos - Tabela de entrada e saída para o resto do mundo - Negócios em serviços - Operações dentro da empresa

Dados e recursos

Informações Adicionais

Campo Valor
Região
País
Estado
Idioma
Nível da observação
API
Microdados
Coleta
Ano(s)
Periodicidade
Grátis
Registro
Disponibilidade
IP brasileiro
Fonte
Versão
Autor
Email Autor
Mantenedor
Email Mantenedor